Pesquisar este blog

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Notícias até 13-02-2013 às 06:31:32

Real Madrid enfrenta o United no reencontro de Cristiano contra o ex-time
Fonte: IG Esporte
Horário da matéria: 13/02/2013 às 05:00:59

iG São Paulo

Maior vencedor da história da Liga dos Campeões, clube espanhol não vence a competição desde 2002. Borussia Dortmund volta aos mata-matas após 15 anos

Cristiano Ronaldo será a estrela do duelo mais esperado das oitavas de final da Liga dos Campeões. Contra o Real Madrid, o Manchester United precisará enfrentar a grande fase do atacante português, que enfrenta seu ex-time pela primeira vez, e ainda superar o fraco retrospecto na Espanha em duelo marcado para as 17h45 (de Brasília) de quarta-feira, no estádio Santiago Bernabéu.

Como nos tempos de Manchester, o português vem liderando seu time em 2013. Neste ano, apesar de um gol contra que decretou uma derrota por 1 a 0 para o Granada, marcou 14 gols em 10 jogos.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Titular da lateral direita do United, o brasileiro Rafael exaltou o português. "Para mim, Cristiano é o melhor do mundo, é um jogador completo. Eu sei o que ele pode fazer porque joguei e treinei muito com ele", afirmou Rafael.

Além da preocupação com a fase de Cristiano, o United tenta melhorar seu histórico atuando na Espanha, onde tem dez derrotas, oito empates e apenas duas vitórias nos últimos 20 jogos. O técnico Alex Ferguson também encontra dificuldades em partidas contra o português José Mourinho. Em 14 partidas, foram duas vitórias do escocês, seis empates e seis derrotas.

O Real Madrid tenta voltar a ter o sucesso de outros tempos na Liga dos Campeões. Maior vencedor da competição com nove títulos, o clube não é campeão desde 2002, última vez em que chegou à final. O United, por outro lado, tem histórico menos glorioso, com três conquistas, mas vem fazendo grandes campanhas: desde a temporada 2008/09, foram três finais e um título.

Dúvidas para a partida, os defensores britânicos Jonny Evans e Phil Jones, do United, treinaram e podem atuar, enquanto o volante Paul Scholes e o meia Ashley Young se recuperaram de problemas no joelho para o jogo. O técnico José Mourinho, por outro lado, conta com o zagueiro luso-brasileiro Pepe e o volante espanhol Xabi Alonso, que se recuperaram de lesões. Marcelo, que estava afastado por má forma física, e Kaká foram relacionados para o jogo.

Borussia Dortmund volta aos mata-matas após 15 anos

Tanto Borussia Dortmund quanto Shakhtar Donetsk fizeram campanhas consideradas surpreendentes em seus grupos para conseguir a classificação para as oitavas de final. Nesta quarta-feira, em Donetsk, a partir das 17h45 (de Brasília), os dois times se enfrentam pela terceira vez em suas histórias. Nas outras duas, em 2001, valendo vaga na Liga dos Campeões daquele ano, os alemães levaram a melhor.

Este será o primeiro jogo do Borussia Dortmund em mata-mata da Liga dos Campeões depois de aproximadamente 15 anos. A última partida com este peso feita pela equipe do Vale do Ruhr foi em 1998, quando acabou eliminado pelo Real Madrid, nas semifinais do torneio.

O técnico Mircea Lucescu reconhece a dificuldade de enfrentar o time de Dortmund e lembra que os alemães têm uma vantagem. "Eles já voltaram a jogar, porque o Campeonato Alemão já recomeçou, então é uma clara vantagem", declarou.

*Com Gazeta



--------------

Internacional vai com titulares para definir classificação diante do Caxias
Fonte: IG Esporte
Horário da matéria: 13/02/2013 às 05:00:59

iG São Paulo

Caso vença o compromisso desta quarta-feira, time comandado por Dunga garante vaga nas quartas de final da Taça Piratini

Depois de poupar titulares durante algumas das primeiras rodadas do Campeonato Gaúcho, o Internacional decidiu encarar o estadual com força máxima. Nesta quarta-feira, o time principal vai à serra gaúcha para definir sua classificação às quartas de final da Taça Piratini, contra o Caxias, numa reedição da final do Gauchão 2012.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O confronto desta quarta marca também a primeira partida do Inter naquela que será a sua casa em 2013: o Estádio Centenário, em Caxias do Sul. Curiosamente, no entanto, o Inter entra na condição de visitante. O Centenário passa por algumas melhorias no gramado e na iluminação para receber o time de Dunga de forma definitiva. O Inter já mandou jogos em Canoas, Novo Hamburgo e Erechim neste começo de estadual.

Caso vença o Caxias, o Inter garante classificação. Caso não vença, até o rival Grêmio pode ajudar: desde que não perca para o Santa Cruz, no Olímpico, classifica o Colorado. Neste caso, o Esportivo também não poderia derrotar o Cruzeiro, em Porto Alegre.

Mas ninguém no Beira-Rio pensa em ajuda paralela para obter a vaga. O técnico Dunga vai escalar o que tem de melhor para a partida desta quarta, com apenas duas ausências: o argentino Dátolo, que sofreu uma lesão muscular na coxa na goleada sobre o Pelotas, e para por 15 dias, e o volante Willians, com lesão nos ligamentos do joelho, que volta em um mês. Josimar e Elton são os favoritos para substituí-los, trazendo o time do 4-1-3-2 para o tradicional 4-2-2-2.

Além de Dátolo e Willians, outros jogadores já vêm desfalcando a equipe por causa de lesões sofridas ainda na pré-temporada. São os casos de Índio, Ygor, Juan e Kleber. D?Alessandro, que sentiu dores após o jogo contra o Pelotas, também pode ser poupado - passará por reavaliação antes da partida.

O teste pelo qual passará o Inter nesta quarta é complicado. Com 12 pontos, o Caxias lidera o Grupo A e só não tem campanha superior à do São José, líder da chave B, neste começo de Gauchão. Ao lado de Lajeadense e Juventude, é um dos únicos times invictos na competição. Na última quarta, arrancou um importante empate em 1 a 1 com o ascendente São Luiz, fora de casa.

Assim como o Inter, o Caxias pode garantir classificação nesta quarta. A equipe grená está praticamente assegurada nas quartas. Precisa perder seus dois jogos e ver o Grêmio ou Pelotas ganhando ambos os seus, além de precisar ultrapassada por Lajeadense, Cruzeiro e Cerâmica.

FICHA TÉCNICA - CAXIAS X INTERNACIONAL
Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS) 
Data: 13 de fevereiro, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília) 
Árbitro: Daniel Nobe Bins
Assistentes: João Lúcio Monteiro de Souza Júnior e Vilmar Burini

CAXIAS: André Zuba; Luiz Felipe, Jean, Lino e Vítor; Umberto, Alisson, Karl e Wallacer; Zumbi e Rafael Santiago. 
Técnico: Picoli

INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Rodrigo Moledo, Ronaldo Alves e Fabrício; Elton, Josimar, Fred e D?Alessandro; Forlán e Leandro Damião.
Técnico: Dunga

*Com Gazeta



--------------

Com ex-corintiano Martínez, Boca inicia luta para retomar supremacia continental
Fonte: IG Esporte
Horário da matéria: 13/02/2013 às 05:00:59

iG São Paulo

Meia que deixou o Corinthians por estar impaciente com reserva é uma das armas de Bianchi

Vice-campeão da Libertadores de 2012, o Boca Juniors tenta neste ano, com a volta de seu "messias", Carlos Bianchi, retomar a hegemonia recente que o clube conquistou no principal torneio do continente. A estreia é nesta quarta-feira, 22h, na Bombonera, contra o Toluca, do México pelo grupo 1.

Para ajudar Bianchi, Juan Manuel Martínez, ex-corintiano campeão do mundo em dezembro, tenta mostrar ao ex-clube porque deveria ter sido titular de Tite. A impaciência do argentino em esperar para conquistar seu espaço no Parque São Jorge foi fundamental para que o clube paulista o liberasse para o Boca Juniors.

Bianchi, campeão da Libertadores com o Boca em 2000, 2001 e 2003, esteve afastado do futebol nos últimos anos por conta de problemas familiares e aceitou no final de 2012 o desafio de assumir a equipe mais vencedora do continente neste século. Além dos títulos com ele, o Boca ainda foi campeão da Libertadores de 2007 e da Copa Sul-Americana em 2004 e 2005.

Até onde pode ir o Boca Juniors nesta edição da Libertadores? Deixe sua opinião!

Personagem importante nas conquistas recentes do Boca Juniors, Juan Román Riquelme voltou ao clube depois de sete meses de "aposentadoria". O meia de 34 anos se despediu do clube após a derrota para o Corinthians na final da Libertadores de 2012 dizendo-se incapaz de continuar sendo útil ao clube. Negociou com Palmeiras e Tigre nesse período, mas acabou entrando em acordo com o Boca para defender a equipe até 2014.

Esta será a 24ª participação do Boca Juniors na Libertadores. O clube chegou a 10 finais, vencendo seis (1977, 1978, 2000, 2001, 2003, 2007) e perdendo quatro (1963, 1979, 2004, 2012). Foi semifinalista outras quatro vezes (1965, 1966, 1991, 2008) e só foi eliminado na fase de grupos quatro vezes (1971, 1982, 1986, 1994).



--------------

Reforçados com campeões do mundo, Atlético-MG e São Paulo duelam em BH
Fonte: IG Esporte
Horário da matéria: 13/02/2013 às 05:00:59

iG São Paulo

Em confronto válido pela fase de grupos da Libertadores, mineiros e paulistas entram em campo tendo como destaques jogadores que foram campeões na Copa de 2002

O gramado da Arena Independência será palco de um dos maiores clássicos do futebol brasileiro a partir das 22 horas (de Brasília) desta quarta-feira. Com forte rivalidade nos anos 1970, São Paulo e Atlético-MG vivem a expectativa de retornar à Copa Libertadores e colocam à prova dois dos ataques mais badalados do Brasil. Além disso, o confronto válido pelo grupo 3 promoverá o reencontro de pentacampeões mundiais em 2002.

Quem vence o duelo brasileiro na Libertadores? Opine

Pelo lado mineiro, Gilberto Silva foi uma das apostas de Luiz Felipe Scolari para reforçar o meio de campo, enquanto Ronaldinho Gaúcho decidiu para os canarinhos nas quartas de final contra a Inglaterra. Entre os são-paulinos, Lúcio superou as críticas para se tornar um dos mais vitoriosos jogadores com a camisa amarelinha. Já Rogério Ceni foi apenas o terceiro goleiro no Mundial da Coreia do Sul e Japão.

Veja também: Ney Franco revela meta ousada por classificação antecipada

E a presença desses astros na 1ª rodada da fase de grupos anima o técnico Ney Franco: "Vai ser legal você olhar para o gramado e ver vários campeões mundiais." Mas os pentacampeões não são as únicas atrações em Minas Gerais. Recebido com festa pela torcida atleticana, o atacante Diego Tardelli fará sua reestreia nesta quarta e promete não tirar o pé contra o time em que foi revelado.

"A responsabilidade é muito grande, principalmente com toda essa expectativa sobre mim, por tudo que houve no último mês. Estou tentando ficar tranquilo, descansar bem. Sei que é difícil dormir, pois passam filmes na minha cabeça de fazer gols dentro de campo. Mas sei que tenho que ficar tranquilo", declarou o ídolo dos mineiros.

Ciente do aumento do poderio ofensivo do Atlético-MG com a entrada de Diego Tardelli, Ney Franco manteve o zagueiro Paulo Miranda na lateral direita para marcar o atacante alvinegro. No meio de campo, o polivalente Douglas aparece para espelhar o esquema tático utilizado por Cuca.

"São duas equipes muito equilibradas se compararmos jogadores e o próprio esquema tático. São quatro atrás, dois volantes, um meia, dois abertos e um atacante de referência. Rogério Ceni com Victor, Lúcio com Réver, Rhodolfo com Leonardo Silva, as equipes estão muito iguais. O que vai decidir será um detalhe, uma bola parada", analisou o comandante do São Paulo.

Leia também: Tardelli aprova Independência e revela ansiedade para reestreia no Atlético-MG

Assim como os paulistas, Cuca também irá mandar a campo a escalação que o torcedor se acostumou a ver desde o ano passado. Também como os são-paulinos, apenas uma mudança: entra Diego Tardelli vai ocupar o espaço que era de Guilherme. O treinador alvinegro, porém, deverá promover variações táticas na equipe, com Tardelli e Bernard alternando as posições no decorrer do jogo.

O clima de decisão entre as equipes não é novidade. Na década de 1970, Atlético-MG e São Paulo protagonizaram uma das maiores rivalidades do País, tendo chegado às finais em duas edições do Campeonato Brasileiro. Em 1971, o Atlético-MG superou São Paulo e Botafogo em um triangular para ficar com o título, enquanto os são-paulinos deram o troco na decisão de 1977.

Pela Libertadores, a vantagem é mineira. O time do Morumbi nunca venceu o Atlético-MG. Foram quatro jogos entre os dois times, com três empates e uma vitória atleticana nas edições de 1972 e 1978. Apesar do retrospecto favorável, o Atlético-MG ainda busca sua primeira taça do torneio, contra três ostentadas pelos paulistas.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X SÃO PAULO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 13 de fevereiro de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Júnior César; Pierre, Leandro Donizete e Ronaldinho Gaúcho; Bernard, Diego Tardelli e Jô
Técnico: Cuca

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lúcio, Rhodolfo e Bruno Cortez; Wellington, Denílson e Jadson; Douglas, Osvaldo e Luís Fabiano
Técnico: Ney Franco

?* Com Gazeta Esportiva



--------------

Grêmio joga permanência na Taça Piratini diante do Santa Cruz-RS
Fonte: IG Esporte
Horário da matéria: 13/02/2013 às 05:00:59

iG São Paulo

Time continuará jogando com reservas e juniores por causa da estreia na Libertadores e precisa vencer para seguir vivo

Com foco total na Libertadores, o Grêmio disputou cinco dos seis primeiros jogos do Campeonato Gaúcho com seu time B, formado por reservas e juniores. Com uma equipe bem mais fraca que a principal, o desempenho é ruim: foram duas vitórias e quatro derrotas, que deixam o clube em situação delicada na tabela. Nesta quarta-feira, o time reserva precisa derrotar o Santa Cruz-RS, no Olímpico, para seguir vivo neste primeiro turno do estadual.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Atual quinto colocado no Grupo A, com 6 pontos, o Grêmio está dois pontos atrás do Cerâmica, o último dos que estariam se classificando adiante. E a luta para se manter vivo na Taça Piratini precisará ser mesmo encarada com o time B. Nesta quinta-feira, a equipe titular estreia na fase de grupos da Libertadores, contra o Huachipato. Quarta que vem, encara o Fluminense, no Rio, o que forçará a escalação de suplentes também na última rodada, domingo, contra o Veranópolis.

Alguns nomes que vinham atuando no Gauchão estarão de fora da partida. É o caso de Léo Gago e Leandro, que foram incluídos na negociação com o Palmeiras que trouxe o centroavante Barcos para o Grêmio. Como o jogo com o Santa Cruz-RS será apenas 24 horas antes da partida contra o Huachipato, nem mesmo os reservas imediatos devem atuar.

O lado positivo para o Grêmio é que o adversário nesta quarta-feira não assusta tanto. O Santa Cruz-RS ainda respira por aparelhos no Grupo B, com 7 pontos, quatro atrás do Juventude. Mesmo assim, o Galo merece cuidados. Em primeiro lugar, o time só se manterá vivo neste primeiro turno se vencer ou empatar no Olímpico. Em segundo lugar, faz campanha superior à do próprio Grêmio no estadual. No último sábado, enfiou 5 a 0 no Novo Hamburgo, jogando em casa.

A partida desta quarta é, provavelmente, a penúltima da história do Estádio Olímpico. O Grêmio ainda jogará domingo, contra o Veranópolis, em seu velho estádio. Para a Taça Farroupilha, ainda não há decisão sobre o aproveitamento do Olímpico ou da Arena, que está sendo poupada de jogos no Gauchão até que o gramado esteja em perfeitas condições.

FICHA TÉCNICA - GRÊMIO X SANTA CRUZ-RS
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS) 
Data: 13 de fevereiro de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília) 
Árbitro: Diego Almeida Real
Assistentes: José Javel Silveira e Edemar Lacerda Palmeira

GRÊMIO: Busatto; Tinga, Werley, Gérson e Carlos Alexandre; Ramiro, Misael, Calyson e Gustavo Xuxa; Lucas Coelho e Yuri Mamute.
Técnico: Roger

SANTA CRUZ-RS: Fernando Vizzotto; João Neto, Teda, Marx Ferraz e Wellington Baroni; Diego Teles, Maurinho, Élton e Cleiton; Willian Saldanha e Charles.
Técnico: Tonho

*Com Gazeta



--------------

Em busca de título inédito, Fluminense estreia na Libertadores contra o Caracas
Fonte: IG Esporte
Horário da matéria: 13/02/2013 às 05:00:59

iG São Paulo

Time carioca, atual campeão brasileiro, jamais conquistou o título do torneio continental e busca finalmente levar o troféu para as Laranjeiras em 2013

Considerado por muitos uma obsessão para a sua torcida, a Copa Libertadores começa para o Fluminense nesta quarta-feira, quando o time visita o Caracas, às 22 horas (de Brasília), no Estádio Olímpico, na capital venezuelana, na abertura do Grupo 8, que conta ainda com o Grêmio e Huachipato, do Chile. Atual campeão brasileiro, o Fluminense jamais conquistou um título sul-americano, portanto coloca o torneio como a grande prioridade em 2013.

O Fluminense finalmente ganhará a Libertadores em 2013? Opine

O treinador Abel Braga tem consciência de tudo o que pode representar a conquista do título da Libertadores para a torcida, sendo assim, tem procurado diminuir a pressão vivida pelos seus jogadores. No ano passado, o comandante fez a melhor campanha da fase de grupos, mas caiu nas quartas de final diante do Boca Juniors.

"Nós tentamos no ano passado, fizemos a melhor campanha, mas infelizmente não deu. A luta vai recomeçar agora, mas não temo a obrigação de ganhar. Apenas queremos ganhar e não vamos medir esforços para isso. Mas é preciso lembrar que se trata de uma competição muito complicada. O nosso grupo é forte, tem o Grêmio, que vem se reforçando. Além disso, tem outros brasileiros, os argentinos, enfim, os problemas serão grandes", explicou o treinador.

Veja também: Fase de grupos da Libertadores começa e Brasil tenta manter hegemonia no torneio

Com os pés no chão, Abel Braga acredita que o empate na Venezuela também seja um resultado positivo. "Não considero o empate um mau resultado, mas não vamos entrar em campo pensando nisso. Queremos a vitória e vamos nos comportar como quem pensa em vencer. Mas não há motivo para nos abrirmos de maneira desesperada, até porque não vamos enfrentar uma equipe amadora. O Caracas tem as suas virtudes".

Confirmado para o confronto, o meia Thiago Neves segue a mesma linha de Abel Braga e mantém o discurso de humildade para a partida. "O Caracas é um time que pegou muita experiência internacional nos últimos anos, pois está disputando os torneios sul-americanos há muito tempo. O futebol da Venezuela, como um todo, está evoluindo, como mostra os resultados de sua seleção. Portanto, ainda mais jogando na casa deles, com expectativa de vinte mil torcedores gritando contra, teremos dificuldades. Mas o nosso grupo tem qualidade e virtudes para sair desta situação e arrancar um resultado positivo".

Apesar de Abel tentar esconder a escalação, o Fluminense está definido para o jogo. O treinador vai abrir mão do esquema com três atacantes, deixando Marcos Júnior e Rafael Sóbis como opção no banco. A dupla de ataque será composta por Wellington Nem e Fred. A intenção é reforçar a marcação no meio-de-campo, que terá um trio de volantes formado por Edinho, Valencia e Jean.

Leia também: Fluminense chega à Venezuela para vencer Caracas e árbitro

Pelo lado do Caracas, o técnico Ceferino Bencomo dá sinais de que conhece muito bem o adversário que terá pela frente nesta quarta-feira e estuda formas de neutralizar as virtudes rivais. "O Fluminense é um adversário muito forte, pois consegue reunir bons jogadores. O Fred é muito perigoso e cria mais problemas quando joga ao lado do Wellington Nem, que é muito rápido. Os volantes são habilidosos, o Thiago Neves cria bem e os laterais costumam apoiar bastante. Vamos precisar encurtar os espaços e sair rapidamente para o ataque".

FICHA TÉCNICA
CARACAS-VEN X FLUMINENSE

Local: Estádio Olímpico, em Caracas (Venezuela)
Data: 13 de fevereiro de 2013 (Quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: José Buitrago (Colômbia)
Assistentes: Wilson Berrio (Colômbia) e Rafael Rivas (Colômbia)

CARACAS: Alaín Baroja, Francisco Carabalí, Edwin Peraza, Andrés Sánchez e Rubert Quijada; Edgar Jiménez, Alexis Hinestroza, Rómulo Otero e Luis González; Jesús Meza e Eder Farías.
Técnico: Ceferino Bencomo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Digão e Carlinhos; Edinho, Valencia, Jean e Thiago Neves; Wellington Nem e Fred.
Técnico: Abel Braga

* Com Gazeta Esportiva



--------------

LIGA DOS CAMPEÕES: Mata-mata continua nesta terça com duelo ... - Futebolinterior
Fonte: Google - Esporte
Horário da matéria: 12/02/2013 às 21:16:15


Futebolinterior

LIGA DOS CAMPEÕES: Mata-mata continua nesta terça com duelo ...
Futebolinterior
Campinas, SP, 12 (AFI) - Emoção de sobra. É o que promete as duas partidas da fase de mata-mata da Liga dos Campeões marcadas para esta quarta-feira. O Shakhtar Donetsk recebe no Estádio Donbass Arena, na Ucránia, o Borussia Dortmund, e a ...
Legião brasileira do Shakhtar enfrenta o Borussia nas oitavas da ...Terra Brasil
Klopp: ?O Shakhtar não vai ter vida fácil?Goal.com
Após títulos com Dortmund, Klopp vive na mira de clubes da EuropaFox Sports
FutNet -A Bola
todos os 23 artigos »


--------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário